sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Sinhá Moça (1986)

Considerada como um clássico da teledramaturgia brasileira, a primeira versão de "Sinhá Moça" marcou o ano de 1986. E é neste mês de novembro, no dia 15, que completará 26 anos desde que foi ao ar o último capítulo. Por isso, neste mês "Sinhá Moça" é a novela homenageada.

Baseada no romance de Maria Dezonne Pacheco, "Sinhá Moça" foi escrita por Benedito Ruy Barbosa com a direção de Reynaldo Boury e Jayme Monjardim, exibida entre 28 de abril a 15 de novembro de 1986 com  172 capítulos no horário das 18 horas.

A trama se passava entre os anos de 1886 e 1888 na época de escravidão no Brasil, que conta a história do romance entre Sinhá Moça (Lucélia Santos) e Rodolfo (Marcos Paulo). Sinhá Moça é filha do escravocrata Ferreira/Barão de Araruna (Rubens de Falco), mas luta em defesa dos escravos deixando seu pai furioso com suas atitudes abolicionistas.
Ferreira é casado com Cândida (Elaine Cristina), uma mulher submissa. No passado, Ferreira teve um caso com a escrava Marias das Dores (Dhu Moraes), e desse caso nasceu Rafael (Raymundo de Souza), que foi vendido ainda criança pelo próprio Ferreira. Após conseguir a liberdade, Rafael retorna à Araruna com o nome de Dimas disposto a se vingar de Ferreira.
Outro núcleo que atraiu a atenção do público foi o mistério em torno da identidade o Irmão do Quilombo, um justiceiro que liberta os escravos das senzalas das fazendas nas madrugadas. É no capítulo 66 que Rodolfo revela à Sinhá Moça que ele é o Irmão do Quilombo.
Quem também se destacou na novela foi Patrícia Pillar, que vivia a doce Ana do Véu, que escondia o rosto com um véu devido a uma promessa de sua mãe, Nina (Norma Blum). Uma das cenas marcantes da novela é quando Ana revela à toda a cidade o seu lindo rosto em um baile.


Elenco:


Lucélia Santos - Sinhá Moça (Maria das Graças Ferreira Fontes)
Marcos Paulo - Rodolfo Garcia Fontes
Mauro Mendonça - Dr. Fontes
Elaine Cristina - Baronesa Cândida Ferreira
Luiz Carlos Arutin - Augusto
Neuza Amaral - Inês Garcia Fontes
Antônio Pompeo - Justino
Norma Blum - Nina Teixeira
Patrícia Pillar - Ana do Véu (Ana Luísa Teixeira)
José Augusto Branco - Manoel Teixeira
Cláudio Corrêa e Castro - Dr. João Amorim
Chica Xavier - Bá (Virgínia)
Daniel Dantas - Ricardo Garcia Fontes
Solange Couto - Adelaide Coutinho
Raymundo de Souza - Dimas (Rafael)
Ivan Mesquita - Coutinho
Cláudio Mamberti - Delegado Antero
Jacyra Sampaio - Rute
Gésio Amadeu - Fulgêncio
Valter Santos - Feitor Bruno
Tony Tornado - Justo Filho (Capitão-do-Mato)
Cosme dos Santos - Sebastião (Bastião)
Germano Filho - Everaldo
Dênis Derkian - Renato
Fernando José - Martinho
Ênio Santos - Inácio
Augusto Olímpio - Bobó, o sacristão
Luciana Braga - Juliana
Tarcísio Filho - Mário
Tato Gabus Mendes - José Coutinho
Nizo Neto - Nino
Renato Prieto - Vila
José Prata - Bentinho
Grande Otelo - Justo


Ator Convidado:

Sérgio Viotti - Frei José


Participação Especial:

Rubens de Falco como Ferreira/Barão de Araruna

Trilha Sonora:

Capa: Lucélia Santos

1. "Sinhazinha" - Ronnie Von
2. "Zumbi, A Felicidade Guerreira" - Gilberto Gil
3. "Ai Quem Me Dera" - Clara Nunes
4. "Minha Aldeia" - Sérgio Souto
5. "Papo de Passarim" - Cláudio Nucci e Zé Renato
6. "Depois da Primeira Vez" - Toninho Negreiro
7. "Pra Não Mais Voltar" - Fafá de Belém
8. "Ginga Angola" - Roberto Ribeiro
9. "Oração nos Matagais" - Altay Veloso
10. "Companheiros" - Denise Emmer
11. "Na Ribeira Deste Rio" - Dori Caymmi
12. "Amor de Papel" - Vicente Barreto
13. "Camará" - Walter Queiroz
14. "Aventureiro" - Antônio Carlos e Jocáfi


Curiosidades:

- Rubens de Falco e Lucélia Santos já haviam contracenado juntos na novela "Escrava Isaura", dez anos antes de "Sinhá Moça";
- "Sinhá Moça" foi reapresentada no Vale a Pena Ver de Novo entre 15 de março a 02 de julho de 1993;
Logotipo do remake
- Em 2006, "Sinhá Moça" ganhou um remake no mesmo horário;
- Na nova versão o ator Milton Gonçalves viveu o mesmo personagem de 1986, o pai José.

Novelas que Estavam no Ar em Outros Horários:

"Selva de Pedra"
Novela das Oito
"Cambalacho"
Novela das Sete






"Paraíso"
Vale a Pena Ver de Novo

Nenhum comentário:

Postar um comentário